Publicidade
Domingo, 24/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Ser pai

Informações para os papais que querem estar presentes em todos os momentos.

Pai solteiro

Desempenhar as tarefas de pai e mãe ao mesmo tempo é algo que exige muita responsabilidade e disposição. Afinal, o pai não é responsável apenas pelas questões econômicas do filho, como também,  as necessidades afetivas, emocionais e educacionais exigidas por toda criança. Papel que, normalmente é realizado pela mãe, quando esta está presente.

Ser pai solteiro não é com certeza uma tarefa fácil de realizar mas, segundo pesquisas, é algo muito prazeroso.  Um estudo realizado pelo site de relacionamento espanhol Edarling, mostra que os pais solteiros se sentem mais satisfeitos do que os homens solteiros sem filhos. A amostra foi feita com 3.500 homens entre dezembro de 2010 e fevereiro de 2011.

O estudo revelou que as obrigações diferenciadas desses dois tipos de homens solteiros são determinantes. Os pais solteiros costumam ser menos otimistas e exigir mais de suas relações. Já os pais solteiros, mesmo com as responsabilidades extras, se sentem mais satisfeitos por usufruir da companhia dos filhos.

Hoje em dia, está mais fácil para os pais solteiros, conseguirem um bom relacionamento amoroso, é o que revela a pesquisa onde, 90% das mulheres entrevistas aceitariam sem nenhum preconceito, que o companheiro tivesse filhos de outra relação e não se importariam de ter outros ou adotar.

Parte das entrevistadas veem esses homens mais responsáveis e dedicados, além de mais carinhosos pelo fato deles terem o sentimento “materno” mais aflorado.

A pesquisa mostrou também, que os pais solteiros não dão tanta importância para o físico da parceira. O site relata que esses homens buscam confiança plena na mulher, além da capacidade de falar e ouvir sobre problemas pessoais.

Neste caso a aparência atrativa não é essencial para que o relacionamento possa funcionar bem.

De acordo com especialistas trocar a fralda do filho, ir à reunião dos pais ou levá-lo à escola não muda a masculinidade do homem, pelo ao contrário, ele se torna muito mais realizado e feliz, criando mais harmonia com os filhos.

Hoje mesmo com o divórcio, os pais estão mais presentes e isso é importantíssimo em qualquer fase da vida dos filhos, sejam quando crianças, adolescentes, quando se forma a personalidade da criança, ou até mesmo quando adultos.

Não se pode esquecer que, para a criança, é algo muito triste não ter ao seu lado o pai ou a mãe, e que ela precisa de ambos ao seu lado, para ter um bom desenvolvimento, seja ele psicológico, afetivo, emocional e até mesmo sexual.

Equipe Filhos & Cia
por Marcela França
Fonte  da pesquisa: Universia Brasil

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha