Publicidade
Sexta-feira, 15/12/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Bebês até 1 ano

Tudo o que você precisa saber sobre as primeiras descobertas da criança estão aqui. Entenda o que acontece durante essa fase, desde recém nascidos até o primeiro ano de vida!

Nutrição e obstipação intestinal

Obstipação ou constipação intestinal pode ser definida como a dificuldade de eliminar as fezes, geralmente endurecidas, ressecadas, em pequenas quantidades, com sofrimento, dor e dificuldade. Ela pode vir acompanhada por aumento do intervalo entre as evacuações, pela não eliminação intestinal completa em cada evacuação. Poderá apresentar, também, escape fecal e sangue em torno das fezes.

A constipação crônica na infância é uma doença muito comum. A fisiopatologia (estudo que leva ao aparecimento das doenças) envolve a interação de múltiplos fatores: dieta pobre em fibras, desmame precoce, episódios de evacuação dolorosa, comportamento de retenção fecal, distúrbio dos movimentos do intestino e predisposição genética, ou seja, o pai ou a mãe sofra com este problema.

É importante orientar os pais sobre a expectativa e o treinamento em relação à retirada das fraldas em idade adequada e ajudar a criança estabelecer um horário para o hábito intestinal, através do treinamento estimulando o uso do vaso sanitário de 05 a 10 minutos após as principais refeições e incentivar a criança a evitar ignorar a necessidade de defecar, sempre que precisar evacuar “não deixar para depois”

Incentivar a prática de exercícios físicos, visando estimular as contrações em massa, fortalecer a musculatura da parede abdominal e o aumentar o consumo de água, contribuirá bastante.

Os principais problemas relacionados ao hábito alimentar de crianças com obstipação são: dieta geralmente pobre em fibras; consumo em excesso de alimentos industrializados altamente refinados e de refeições lácteas; indisciplina alimentar, a maioria dos pacientes não obedece aos horários das refeições, consumindo nos intervalos salgadinhos, bolos, balas e bolachas.

As dietas ricas em fibras amolecem as fezes e aumentam seu peso, diminuem o tempo do trânsito intestinal e reduzem o tempo de fermentação tendo por isso grande eficácia no manejo da obstipação, exceto quando esta é secundária às outras possíveis causas que devem ser investigadas junto ao médico.

Conheça algumas dicas para evitar este problema:

  • Consumir frutas, legumes e verduras diariamente e sempre que possível devem ser consumidos crus, com casca ou sementes (ex: cenoura, beterraba, maçã, pera, laranja com bagaço);
  • Cereais integrais como aveia, farelo de trigo, linhaça e os grãos como o feijão, lentilha, ervilha, grão de bico;
  • Beber pelo menos de seis a oito de copos líquidos por dia (chás, sucos, água, água de coco, etc.). Os sucos devem ser de preferência naturais e sem coar.

Notas:

  • Não deixe de tomar ÁGUA, importante soluto renal;
  • A ameixa e o seu suco são excelentes para auxiliar a motilidade intestinal.

Drª Martha Games
Nutricionista

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha