Publicidade
Segunda-feira, 25/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

O futuro do meu filho começa hoje!

A paz se torna inviável, pois os filhos funcionam como príncipes herdeiros e não como sucessores empreendedores como os pais sonhavam. Alguns pais delegam a educação à escola porque talvez nem lhes ocorra nessa hora que, para eles, filhos são para sempre enquanto que, para a escola, eles são transeuntes curriculares.

Hoje, não basta ser pais, é preciso que eles se preparem para ser educadores e ajudar os filhos a construir um futuro de Alta Performance. Ninguém nasce pronto, mas todos nascem com inúmeros potenciais que podem ser desenvolvidos com a educação “orquestrada”. Todo ser humano é um educador em potencial, pois já nasce um aprendiz, tanto dos outros quanto da própria experiência.

Não há tempo suficiente para cada habitante do planeta absorver por si só tudo o que acontece à volta. É necessário que se aprenda dos outros, e, quanto maior for seu aprendizado, mais competente será na vida.

Muitos pais, mesmo acreditando serem educadores dos filhos, não são. Como não sabem a falta que faz tudo aquilo que desconhecem, pensam estar fazendo o melhor possível, só quando conhecem os princípios educativos do Quem ama, educa!, percebem quantas ações educativas poderiam ter praticado.

A pergunta mais comum que estes pais fazem a si mesmos é se ainda há tempo para corrigir o que foi feito. Sempre há, pois o ser humano não perde jamais a possibilidade de aprender e dar o Passo Além.

Temos que pensar hoje sobre o futuro dos filhos, como educar para um futuro que desconhecemos, e que está em contínua evolução. Essa é outra grande questão: preparar hoje o homem de amanhã. Os valores pessoais pertencem à pessoa, que os leva consigo para onde for.

São esses os educadores do futuro, dos quais falo. Mais que um desempenho, é um conceito de vida no qual em cada ação e em cada pensamento se procura transcender a própria pessoa, os seus relacionamentos, o aqui e o agora. Os pais sabem que cada ação educativa transcende a própria vontade de educador para desejar que o filho tenha o máximo de competência que leve a uma excelente qualidade de vida com ética, amor saudável e sustentabilidade.

Quando se busca o melhor para todos, num exercício de ganha-ganha, transcende o relacionamento pais e filhos para todos os outros tipos de relacionamentos. Pensando no futuro, e seja onde os filhos estiverem, transcende-se o imediatismo do “meu futuro é agora” e de querer fazer bonito somente aqui, onde são conhecidos.

A novidade é que não podemos controlar a fonte dos pensamentos, mas não há como deixar descontrolado o seletor consciente deles. Esse seletor é educável e, quanto mais alta for a performance, melhor índole e caráter terá a pessoa em suas ações.

Dr. Içami Tiba
Psiquiatra, educador, consultor de família e palestrante. Escritor dos livros “Pais e Educadores de Alta Performance”, “Quem Ama, Educa!” e mais 28 livros

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha