Publicidade
Segunda-feira, 25/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

O que é o nanismo

Nanismo é um termo geral, que cobre um grande número de condições clínicas e resultam em baixa estatura. É o resultado do crescimento desproporcional do esqueleto. Na maioria dos casos, é de origem genética. A maioria das crianças com nanismo nasceram de pais com estatura normal. Uma das causas do nanismo é a displasia óssea.

Há mais de 150 tipos de nanismo descritos. O tipo de nanismo mais comum é a acondroplasia, uma condição genética que resulta em desproporção de membros em relação ao tronco. Quando há o nanismo proporcionado (não há desproporção entre membros e tronco, pois o corpo todo está com dimensões reduzidas), geralmente é resultado de deficiência de hormônio e pode ser tratado clinicamente.

Além da baixa estatura, o indivíduo pode ter moderadas ou severas complicações ortopédicas. Em muitos casos, há deformidades que levam a deficiência física. O prognóstico varia em cada caso, mas a grande maioria dos pacientes tem inteligência normal, saúde preservada e tempo de vida normal. Também, pessoas com nanismo podem ter filhos de estatura normal, dependendo do caso.

O mais importante é prevenir ou minimizar as incapacidades causadas pelas deformidades. O diagnóstico e tratamento precoces são importantes para isto. Algumas vezes, cirurgias ortopédicas são necessárias para reverter deformidades. Há também uma cirurgia que pode alongar membros, mas é um procedimento altamente complexo, que envolve riscos e é desaconselhável na maioria dos casos.

Na maioria dos casos, também, não há tratamentos específicos para ganho de estatura. Mas o nanismo não deve ser visto como uma doença, e sim como uma variação genética, levando a uma conformação diferenciada que pede cuidados especiais para evitar complicações ortopédicas.

Dr. Marcelo Saad
Médico Fisiatra, Doutor em Ciências pela UNIFESP-EPM

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha