Publicidade
Quarta-feira, 13/12/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

Dicas para escapar das gripes e resfriados

Gripes e resfriados aumentam com a chegada do inverno e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde, as alergias atingem, em média, 30% da população mundial. As mudanças climáticas são fatores significativos e contribuem muito com este índice. Com isto, muitas pessoas sofrem com as mudanças bruscas de temperatura, e os ventos colaboram em trazer algumas doenças.

Nesta época do ano, o tempo é seco e a baixa umidade relativa do ar, é em razão à alta concentração de poluentes.

Os Hospitais registram um aumento de 30 a 40% no atendimento a pacientes com doenças respiratórias, onde as crianças e os idosos são os mais atingidos. Até os 5 anos, uma criança normal sofre de sete a dez vezes de infecções respiratórias por ano.  Os sintomas da gripe e do resfriados são parecidos, e normalmente são febre, dor muscular e na garganta, coriza (nariz com secreção) e  congestão nasal. As reações alérgicas, normalmente são causadas em sua grande maioria por ácaros, que são microrganismos encontrados na poeira. Já as infecções respiratórias agudas como gripes, asma e resfriados são transmitidas por vírus e /ou bactérias. Esses fatores contribuem para o aumento das alergias respiratórias e doenças como bronquite, renite sinusite, otite, asma, além das gripes e resfriados.

As pessoas sedentárias, que dormem menos e se alimentam pouco, têm mais pré-disposição a estas doenças, pois o organismo tem menos defesa.

Diversos tipos de alergias devem fazer parte da vida de metade dos brasileiros até o final o século, dizem os especialistas.

Durante a estação do frio, as vias respiratórias ficam irritadas com mais frequência, pois são maiores os níveis de poluentes no ar, além da inversão térmica, que é quando uma camada de ar frio, mais pesada descendo à superfície terrestre, retendo poluentes. Outro fator que irrita as vias aéreas é o ar frio, trazendo ainda mais sintomas alérgicos, como a coriza e falta de ar. Com o aumento da circulação de ar, aumentam também a circulação dos vírus da gripe e de resfriados que afetam diretamente o aparelho respiratório.

Simples atitudes como: ambientes arejados, tomar bastante líquidos, podem diminuir o aumento de vírus e bactérias, mantendo-se mais protegido e trazendo benefícios.

O Brasil faz anualmente campanhas contra a gripe, para controlar o problema. As vacinas são indicadas a pessoas mais vulneráveis a infecções. Em 2011, pela primeira vez, foram incluídos no público alvo da campanha as gestantes (em qualquer fase da gestação), crianças de 6 meses a de 2 anos (1 ano, 11 meses e 29 dias) e trabalhadores da área da saúde. Até 2010, a campanha era voltada para idosos a partir dos 60 anos e indígenas, que continuam entre os grupos prioritários. Porém, a indicação deve ser obrigatória em pacientes com doenças crônicas como: asma, doenças cardiopulmonares, hemoglobinopatias, doenças renais ou metabólicas, doenças que necessitam de uso contínuo de aspirina ou imunodeficiência.

Conheça agora algumas dicas para escapar das doenças respiratórias:
• Lavar bem as mãos;
•  Tomar bastante água;
• Uma alimentação balanceada é muito importante, principalmente com frutas que tenham vitaminas C;
• Fique de preferência em lugares arejados e abertos;
• Evite estar perto de pessoas gripadas, para não ter contato com os vírus;
• Procure respirar sempre pelo nariz e não pela boca, as narinas têm a função de filtrar o ar e aquecê-lo;
• Cobrir a boca e o nariz com papel descartável ao tossir ou espirrar;
• Usar agasalhos ao sair de casa em dias de baixa temperatura;
• Evite usar roupas de camas ou pessoais, guardadas por muito tempo e com cheiro de umidade.

Desta forma, você estará se afastando de alguns vírus e bactérias, e ao perceber os sintomas procure um médico.

Equipe Filhos & Cia
Por Marcela França

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha