Publicidade
Segunda-feira, 25/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Gestantes

Esta seção vai ajudar as gestantes a entenderem melhor o milagre da gravidez

Os cuidados com a saúde bucal durante a gestação

Desenvolvimento Pré-Natal

Para ilustrar a importância de uma gestação saudável e sua relação com a saúde bucal, observamos a seguir como muitas estruturas se desenvolvem ainda na vida intrauterina e que podem ser afetadas se houver algum problema na gestação:
3ª semana: definição da cavidade bucal primária
4ª semana: início formação da língua
7ª à 10ª semana: formação inicial dentes decíduos
15ª semana: início da mineralização das coroas dos dentes deciduos.

Utilização de Drogas, Fumo e Álcool pela Gestante

Um dos papéis do dentista, como profissional da saúde, é reforçar ou esclarecer à gestante sobre os malefícios que as drogas e outros vícios podem causar na formação do feto e seu desenvolvimento.

Aleitamento Materno

O dentista deverá reforçar e incentivar o aleitamento materno e está apto para discutir com a gestante assuntos como: cuidados com o peito (sol, óleos, cremes, etc.), desenvolvimento do tecido glandular, preparo e encorajamento do casal, posição correta do aleitamento, entre outros.

Conclusões

Durante o período de gestação os pais estão mais receptivos à informação sobre saúde do que em qualquer outro período de suas vidas, é necessário concentrarmos nossos esforços em sua motivação.

A atenção odontológica a mulher deve continuar mesmo durante a gestação. De modo geral, não há contraindicação ao tratamento dental na gravidez, muito pelo contrário, neste período a paciente deve ser cercada de cuidados, inclusive odontológico, com a finalidade de serem evitados prejuízos para o estado geral da boca que reflita em todo o seu organismo.

Muitos profissionais têm a opinião que o 2º trimestre de gravidez é o mais indicado para o tratamento odontológico e evitam o 1º trimestre (risco de aborto) e 3º trimestre (inchaço e dificuldade de posição na cadeira). Porém como já foi dito anteriormente, gravidez não é doença e se bem conduzida e acompanhada não impede que a gestante realize a maioria das atividades normais, assim como o atendimento em qualquer etapa.

Obviamente devemos usar o bom senso e direcionar o atendimento para a prevenção e urgências, deixando os procedimentos puramente estéticos e mais trabalhosos para uma fase posterior a gestação.

O dentista deve conhecer a situação especial que é a gravidez e os riscos que envolvem mãe e feto. Qualquer dúvida ou complicações deve haver uma troca de informações com o obstetra e outros profissionais da saúde, pois com uma ação multiprofissional a paciente sentirá maior segurança e vivenciará com tranquilidade essa experiência única e mágica da gravidez!

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha