Publicidade
Domingo, 24/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

Meu filho e a Internet

As crianças de hoje, estão se conectando cada vez mais cedo. Aos quatro anos de idade uma criança já acessa seu site preferido, faz download e até imprimi um documento se for necessário.

Elas estão cada vez mais “ligadas”, e nós pais será que também estamos?

Todos os dias  chegam à delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI) do Rio de Janeiro casos de crianças vítimas de crimes na internet.

A revista Claudia de maio/2011, publicou sobre os perigos expostos à crianças na Web e apontou que as crianças brasileiras são as que mais ficam on-line, passando em média 18,3 horas conectadas semanalmente, dados da empresa Northon, que no ano passado fez uma pesquisa com cerca de 7 mil adultos e 2,8 mil crianças e adolescentes, entre 8 e 17 anos, em 14 países.

O estudo resultante, o Norton On line Family Report, detectou que 60% dos internautas mirins tiveram experiências negativas, mas somente 45% dos pais perceberam.

Isto nos deixa claro, que importantíssimo que os pais precisam estar mais que atentos ao que os filhos andam fazendo na Web.

Muitas vezes ensinamos os filhos a tomarem cuidados como: Conversar com estranhos, informar dados pessoais etc.

Mas esquecemos de orientá-los e “vigiarmos” em relação as redes sociais frequentadas por eles.

Hoje encontramos no mercado ferramentas capazes de filtrar conteúdos impróprios e monitorar nossos pimpolhos, mas especialistas explicam, que embora as ferramentas sejam eficazes, nós pais somos os responsáveis número um, em dialogar e vigiar nossos filhos.

Equipe Filhos&Cia
Por Marcela França

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha