Publicidade
Sabado, 23/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Gestantes

Esta seção vai ajudar as gestantes a entenderem melhor o milagre da gravidez

A mulher, o trabalho e as sobrecargas do dia-a-dia

Cada vez mais as mulheres trabalham no Brasil, não só por questões econômicas, mas também por causa do desejo de se sentir independente financeiramente, além de  produtiva.

Segundo informação divulgada pelo IBGE, este número já ultrapassa de 52%, mais que a metade da população feminina do país.

E o que fazer na hora de trabalhar após o nascimento dos filhos? Muitas mães, que na maioria das vezes separadas, solteiras ou divorciadas, sentem uma sobrecarga na hora que precisa trabalhar.

Se tivéssemos que comparar a mulher à algum animal, poderíamos dizer que ela é uma tartaruga, que  muitas vezes, leva nas costas sozinha a responsabilidade de sustentar, criar e educar os filhos , além das atividades de casa e do trabalho.

Esse lado “multifuncional” da mulher atual, é algo bastante delicado e até preocupante para os especialistas, quando se trata da sobrecarga.

É claro, que muitas vezes queremos abraçar o mundo e manter tudo sob nosso controle, cuidar da casa, dos filhos, do marido, e cumprir as tarefas do trabalho de forma impecável.

Na correria do dia-a-dia, do ir e vir, da cobrança de horários, escola, tarefas, consultas dos filhos, marido, esquecemos de nós mesmas e da necessidade que temos de conversar, confessar e falar sobre nossas alegrias e tristezas e ainda, sempre nos cobrando e culpando pelo que não deu certo, não é mesmo?

Às vezes, poupamos os filhos até na hora de chorar, nos escondendo deles ou até mentindo dizendo: “Mamãe está gripada”, mas especialistas contam, que é importante compartilhar com eles, a hora que a tristeza bate na porta, pois estaremos lhes ensinando, que a vida não é só alegria e que todos os momentos, sejam eles bons ou ruins, precisam ser compartilhados em família.

Por mais fortes que sejamos, mulher maravilha, só existe na ficção!

Não podemos esquecer, o quanto é importante compartilharmos algo com alguém, embora muitas vezes, sabemos que “na real” não conseguimos enxergar ninguém para dividir as dores, angústias, sofrimentos que nos trazem ansiedade e nos fazem adoecer.

Vamos procurar priorizar o que é importante…um verso que fala muito à respeito disso é a seguinte:

Se tiver que escolher entre o mundo e o amor,
Escolha o amor, pois com ele você conquistará o mundo;
Caso escolha o mundo, com ele, você jamais conseguirá conquistar o amor!

Equipe Filhos&Cia
Por Marcela França

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha