Publicidade
Domingo, 24/09/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

Dê o exemplo!

Na minha infância, há muuuitos anos, eu ouvia freqüentemente os adultos dizerem: “faça o que eu digo, mas não faça o que eu faço.” Era uma atitude comum naquela época, em que se acreditava que atitudes autoritárias e “broncas” severas eram suficientes para educar bem as crianças.

Hoje sabemos que não é assim. As crianças não aprendem e nem se educam ouvindo discursos. Elas aprendem observando os adultos, e copiando seu comportamento.

É através dos exemplos, especialmente aqueles dados por pai e mãe, que a criança vai moldar sua personalidade. Antes de exigir de seu filho um determinado comportamento, esteja certo de que você pratica essa mesma atitude.

Você quer que seu filho atravesse a rua sempre com cuidado, na faixa de segurança, com o semáforo aberto para ele, observando com atenção o tráfego, não é?

Mas qual o exemplo que você dá? Você atravessa fora da faixa “porque não está vindo nenhum carro” ou passa com o farol vermelho porque “este semáforo é muito demorado” e você está com pressa? Pois tenha certeza de que é exatamente isso que seu filho vai aprender com você, e é o que ele vai fazer pelo resto da vida.

A criança aprende o que vê, o que vivencia, e não o que simplesmente escuta. E o que se aprende na infância, é o que se vai ser quando adulto.

Você certamente quer que seu filho escove os dentes toda vez que se alimenta. E quantas vezes você escova os seus durante o dia? Quer que ele se alimente de forma saudável, que coma muitas verduras. E você, o que come? Você deseja que seu filho não fume, não beba e não use drogas. Então, dê o exemplo…

Nunca minta para seu filho. Nem mesmo pequenas mentiras, como dizer que vai levá-lo para passear e na verdade vai levá-lo para a consulta médica… “Ah, mas ele chora muito…” Neste caso, se você mentir, no fim ele vai chorar do mesmo jeito.  E ainda vai aprender duas coisas indesejáveis: primeiro, que sua mãe (ou pai) são mentirosos. Segundo, que mentiras são justificáveis. De qualquer forma, vai perder a confiança nos pais.

Se você quer ensinar seu filho a dizer sempre a verdade, enfrentando as conseqüências disso, faça o mesmo. Diga a verdade, de forma apropriada para a idade e capacidade de compreensão da criança.

Lembre-se de usar com freqüência aquelas fantásticas palavras mágicas: por favor, desculpe, obrigado, com licença, a senhora primeiro. Você terá grande prazer quando seu filho começar a usá-las também.

Educar bem um filho exige, na maioria das vezes, uma sofrida e difícil reeducação dos pais. Maus hábitos antigos e sedimentados precisam ser modificados, a duras penas.

Ruy do Amaral Pupo Filho
Pediatra, Sanitarista e Escritor

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha