Publicidade
Sexta-feira, 15/12/2017
Busca
Buscar
Facebook
Twitter
RSS
Cadastre seu e-mail em nossa newsletter

Crianças de 2 a 6 anos

As melhores dicas de desenvolvimento, saúde, educação, comportamento e entretenimento para os pequenos.

Como educar bem um filho no século 21

O mundo mudou. Tudo mudou, muito rápido. E as mudanças continuam a acontecer, diariamente. A escola, a sociedade, e até as famílias são hoje muito diferentes do que eram há poucos anos. As crianças conquistaram direitos e reconhecimento, os adultos perderam a posição de comando.

Com isso, pais e mães ficaram perdidos. Não sabem mais como educar os filhos. O que antes parecia tão fácil, tão natural, tornou-se uma tarefa complexa, impossível. Trabalhando fora em longas jornadas, os pais tentam compensar a ausência, sendo permissivos e enchendo as crianças de presentes. A culpa que sentem por não passarem mais tempo com os filhos os leva a terem atitudes muito condescendentes. Por medo de perder o amor dos filhos, evitam contrariá-los. Temendo, sem razão, criar uma criança rejeitada, criam uma mal-educada.

Alguns têm saudades dos tempos antigos, quando só o olhar do pai era suficiente para fazer os filhos obedecerem. Outros, provavelmente a maioria, dão tanta liberdade, que perdem totalmente a autoridade sobre os filhos.

Todos os dias vemos crianças, cada vez mais novas, totalmente sem limites. A expressão correta é “sem educação”, desafiando os pais e as pessoas que com eles convivem. Transformando a convivência familiar e social em um martírio. E o pior de tudo é que estas crianças também não estão felizes com a educação que vêm tendo.

Os pais querem educar seus filhos, porque também sofrem com esta situação. E sabem que crianças mal-educadas tem grande chance de terem sérios problemas a partir da adolescência. As drogas, o crime, a violência, estão por ai, à espreita…

Então, como agir? Como educar bem um filho, nesta era de tanta informação, de internet, de tanta consciência, de tantos direitos individuais?

Este é nosso objetivo. Tentar educar, primeiramente, os pais. E a partir daí, mostrar que é totalmente possível educar bem um filho. E que isto não é tão difícil como pode parecer. Fundamentado em minha experiência profissional de quase vinte e cinco anos, convivendo diariamente com as crianças e adolescentes,  quero mostrar aos pais que existem alguns “caminhos das pedras” para fazer esta travessia com segurança e sucesso. Num processo em que depois participarão também a escola e a sociedade.

É bom também lembrar que criar e educar filhos requer mesmo muita disposição. Como alguém já disse, “Deus nos dá um enorme e infindável amor pelos filhos. E Ele sabe o que faz, porque se não fosse assim, ninguém agüentava as crianças!”

Mas afinal, qual é o segredo? Simples! É resgatar e aproveitar as boas normas que foram abandonadas, conciliando-as com as novas atitudes necessárias para se viver no fabuloso mundo do século 21.

Para isso, é preciso começar… do início. A criança deve ser educada desde a vida fetal! Os primeiros meses e anos são fundamentais nesse processo. Começar a se preocupar com educação somente na adolescência é tarde demais.

É desde cedo que se deve ensinar aos filhos os princípios de educação, de moral, de valores e de comportamento, que vão formar a base de um futuro adolescente e adulto bem educado. Este é sentido de “torcer o pepino”. Significa dar forma, educar os bebês desde pequeninos.

Assim os pais realizarão sua tarefa de maior responsabilidade: ter filhos, criá-los e educá-los, transformando-os em pessoas felizes, solidárias e humanas. Preparadas para viverem em um mundo cada vez mais difícil, competitivo, tecnológico e desumano.

Ruy do Amaral Pupo Filho
Pediatra, Sanitarista e Escritor

 
Deixe seu comentário:
Nome:
E-mail* ( Seu e-mail não será divulgado! )
Comentário*
 
Gestação Semana a semana

E-mail

Senha